COMPRO MATERIAL DA FEB: JULIOZARY1997@GMAIL.COM

quarta-feira, 28 de março de 2012

HOMENAGEM DA RADIOBRAS À FEB

Antes de falar do objeto, uma ambientação histórica.


A companhia Radiográfica Brasileira - Radiobrás iniciou, em 26 de maio de 1922, os serviços de telegrafia e telefonia, via rádio, entre Rio de Janeiro, Nova York, Roma, París, Londres e Berlim.

As transmissões realizadas pela Companhia continuaram, mesmo após a eclosão da Segunda Guerra, em 1939, como pode-se ver a seguir:


NONO EXERCÍCIO. FINDO RELATÓRIO E BALANÇO CORRESPONDENTE A DEZEMBR0, A SER APRESENTADO À ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA DOS ACIONISTAS, EM 28 DE MARÇO DE 1945.

Srs. acionistas:

Em obediência às prescrições legais e ao que dispõe o art. 17 letra a), dos estatutos da Companhia, vem esta Diretoria prestar-vos contas referentes ao exercício de 1944, bem como submeter ao exame, os principais atos administrativos por ela praticados durante o referido exercício.

Tráfego: Durante o ano de 1944, permaneceram, como conseqüência da guerra mundial, as restrições na correspondência telegráfica internacional. Apesar destas circunstâncias, o volume do tráfego radiotelegráfico tratado pela vossa Companhia, tanto no Rio de Janeiro quanto nas cidades onde possui agências, aumentou na notável proporção de 60%, em relação ao tráfego do exercício de 1943. O aumento foi sensivelmente maior nos radiogramas transmitidos do Brasil, do que nos recebidos dó estrangeiro; êste fato vem demonstrar mais uma vez crescente propensão das administrações oficiais, da comércio, da indústria, e do público em geral, em favorecer a "Via Radiobras", com os seus telegramas para o Exterior.

A toda a sua clientela esta diretoria dirige seus sinceros agradecimentos, assegurando-lhe que continuará os mesmos esforços para oferecer-lhe, como sempre, serviços dignos da sua confiança.

Extraído da Pg. 61. Seção 1. Diário Oficial da União (DOU), de 24/03/1945.

Mesmo durante a guerra, a Companhia prosperou, e acabou tomando parte das homenagens aos "briosos expedicionários", quando retornaram, em meados de 1945.



sexta-feira, 23 de março de 2012

67 ANOS DA BATALHA POR FORNOVO DI TARO

O nosso amigo Paulo Pinotti gostaria de convidar todos a participar da Comemoração do 67º ano da Batalha de Fornovo di Taro nas dependências do 6º Batalhão de Infantaria Leve, em Caçacapa - São Paulo, nos dias 28 e 29 de Abril de 2012.

A programacao prevista do evento do 6ºBIL é:

28 de Abril - Sábado
09:00 - 17:00 Exposição de Veículos Militares Antigos da Associação Paulista de Veículos Militares Antigos
19:30 - Recepção ao pracinhas na estação ferroviária de Caçapava e desfile motorizado até o Batalhão
20:00 - Apresentação musical no 6º BIL
21:00 - Reencenação da batalha de Fornovo Di Taro
22:00 - Show de fogos

29 de Abril - Domingo
08:00 - Alvorada festiva no 6º BIL
08:30 - Culto religioso
10:30 - Formatura Geral do Batalhão com desfile motorizado da APVMA
09:00 - 15:00 Exposição de Veículos Militares Antigos da Associação Paulista de Veículos Militares Antigos


Atenciosamente


Paulo Pinotti
APVMA

FOTO DE ESTÚDIO GENERAL BINA MACHADO

Este foto contempla o General-de-Divisão Bina Machado. Este militar era Coronel durante a Campanha da Itália.



Segue um fato engraçado, no qual figura o referido militar:

"Ministro da Guerra Eurico Gaspar Dutra cercou-se de uma grande comitiva quando a FEB começou a vencer suas batalhas, e foi visitar alguns setores onde nossos pracinhas participavam de ações contra o inimigo. Nesta comitiva estava o Cel Bina Machado, homem de cultura, e que viveu nos EUA por vários anos, por isso dominava perfeitamente o inglês.

Ao chegar ao acampamento do 6º RI, passou a percorrê-lo, conversando animadamente com os soldados que ali estavam, em um acampamento próximo à cidade de Barga. Ao aproximar-se de um soldado alto, louro, tipo clássico de soldado americano, com aquela mistura uniformes, dirigiu-se educadamente ao mesmo, em um inglês refinado, fazendo-lhe diversas perguntas, enquanto o soldado permanecia imóvel, olhando-o fixamente sem nada responder. O Cel Bina Machado já estava ficando irritado com o silêncio do praça, inclusive se questionando se ele se achava tão superior que não se dignava a lhe dirigir a palavra, ou se o seu inglês estava mal a ponto de não ser entendido.

Ele chamou o comandante do Regimento e disse: Oh, Segadas, o que há com esta “besta”, que não se digna a me responder? Faz quase meia hora que faço perguntas e ele não dá uma palavra em resposta, e ainda fica me olhando com esta cara de bobo.

-Não é possível Bina, este é um dos nossos soldados mais educados do nosso grupo, diga-me por favor, em que língua você está falando com ele?

-Em inglês é claro! Ele não é americano?

O Gen Segadas deu uma gostosa gargalhada e disse: É óbvio que ele não poderia lhe responder nada, caro amigo. Seu inglês continua impecável como sempre, acontece que este soldado é brasileiro e não entende nada de inglês.

-Então, foi a vez do Cel Bina ficar surpreso. Este soldado não é americano? E esta farda que ele usa, não é toda americana?

-Claro que é, mas quando percebemos que nosso material era inadequado, tivemos que recorrer aos americanos. Quanto a este rapaz, é o meu motorista, e tem este biotipo, pois é descendente de poloneses. É um dos nossos “catarinas”.

O Cel Bina Machado ficou muito sem graça por ter perguntado por que o “besta” não respondia.

Realmente os “MP”, quer brasileiros ou americanos, eram rigorosamente respeitados, e as infrações de trânsito na Rota “64” eram punidas rigorosamente.

Fontes: “E foi assim que a Cobra Fumou” – Elza Cansanção – 1987

“ Brazilian Expedicionary Force in World War II” – C.C. Maximiano e R. Bonalume Neto - Osprey Publishing – 2011

Disponível em: http://chicomiranda.wordpress.com/2012/02/18/pe-policia-do-exercito-uma-tropa-de-elite-da-feb/

domingo, 18 de março de 2012

GILETTE EXCLUSIVA FA FEB

Este é um item interessante, o qual demonstra que parte da sociedade brasileira estava direcionada ao esforço de guerra do País.

Trata-se de uma caixa da Gilette do Brasil, destinada exclusivamente à Força Expedicionária Brasileira.











O Museu Virtual agradece ao amigo Marcos Cidade por ter emprestado as imagens deste item.

sábado, 17 de março de 2012

FOTO DE ESTÚDIO GENERAL SEGADAS VIANA

Tivemos a oportunidade de arrumar algumas fotos do então General de Divisão João de Segadas Viana.

Antes de mostrar uma foto de estúdio do lote, segue um breve histórico do General:

Nascido no Rio de Janeiro, em 9 de novembro de 1909, faleceu na mesma cidade, em 13 de outubro de 1977.

Ingressou na Faculdade de Direito do Rio de Janeiro, bacharelando-se em ciências jurídicas e sociais, em 1929. Aderiu à Aliança Liberal no início de 1930, coligação oposicionista que patrocinou a candidatura de Getúlio Vargas à presidência da República.

Como Major, escreveu o artigo Divisão Territorial do Brasil para a Revista Brasileira de Geografia, do IBGE, em 1940;

Como Coronel, comandou o 6º Regimento de Infantaria - Regimento Ypiranga, durante a campanha na Itália da Força Expedicionária Brasileira;

Foi Secretário Geral do Exército, de 09 Mar 51 a 30 Ago 54;

Comandou a 1 Divisão de Exército.

Foi Ministro do Exército, em 1961;

Foi Ministro da Guerra no período de 8 de setembro de 1961 a 12 de julho de 1962, no governo de João Goulart.*



* Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_de_Segadas_Viana

Podemos notar algumas medalhas na foto, entre elas:

Cruz de Combate
Medalha de Campanha
Medalha de 30 anos de serviço
Medalha de Guerra
Medalha do Pacificador
?
Bronze Star (EUA)
Medalha ao Mérito Militar (Itália)

Ordem do Mérito Militar e mais duas comendas não identificadas.

quarta-feira, 14 de março de 2012

ANEL ENCONTRADO EM PISTÓIA

Interessante saber que tem peças que continuam sendo encontradas por onde a FEB perambulou na Itália.

O anel mostrado neste post foi encontrado em uma pequena vila, perto de Pistóia. O referido material pertence a um italiano, chamado Vieri, que o ganhou há uns anos atrás de um senhor que morava nesta vila. Ele encontrou nosso site justamente procurando informações acerca deste material.

Agradecemos ao Senhor Vieri por ter disponibilizado as fotos.



terça-feira, 13 de março de 2012

MEDALHA MÉRITO MARECHAL CORDEIRO DE FARIAS

Criada em 20 de junho de 1983, quando foi instituída por resolução do Comandante, a Medalha do Mérito Marechal Cordeiro de Farias e seu diploma, tem por finalidade premiar integrantes da Escola Superior de Guerra (ESG), os ex-Combatentes, as personalidades nacionais e estrangeiras que se destacaram pelos relevantes serviços e organizações militares e instituições civis, nacionais ou estrangeiras que mereceram a homenagem especial da Escola superior de Guerra.

Até fevereiro de 2011, 811 medalhas como esta foram concedidas. Só não temos a informação de quantas foram para os ex-combatentes. Na lista mostrada no site do Ministério da Defesa, não encontrei nenhum deles.
Link: https://www.defesa.gov.br/arquivos/condecoracao/ALMANAQUE_MMMCF.pdf

Seguem as imagens da mdalha



segunda-feira, 12 de março de 2012

DOIS ANOS NO AR

No dia 6 de março próximo passado, o site completou dois anos no ar. Com uma média de quase 1 postagem a cada dois dias, recebemos cerca de 80.000 visitas.

Nos recordamos das médias de visita no início, que giravam em torno de 10 por dia e, atualmente, chegam a 230. Um crescimento espantoso para um blog sobre um assunto bem específico.

Gostariamos de agradecer a todos os que acompanham os posts lançados aqui. Continuem vendo as novidades que aparecem no mundo da FEB.

Abraço a todos.

Julio Zary

quarta-feira, 7 de março de 2012

DIORAMA JIPE LILIANA

A história do jipe Liliana, do então General Mascarenhas de Moraes, que o batizou com o nome de uma de suas filhas, já é conhecida.

Uma das fotos mais famosas deste jipe, tirada no inverno entre 1944 e 1945, virou tema para a construção de um diorama, de modo a ficar em exposição no Museu de um dos Batalhões do Exército.


Fonte: POrtal FEB

É interessante ver o grau de realismo e de detalhamento em uma obra deste tipo.













Agradecemos ao nosso amigo e plastimodelista Luiz Ricardo Dalmarco, por ter disponibilizado as fotos e por contribuir à sua maneira com a divulgação da história da FEB.

Só para ilustrar, o jipe atualmente encontra-se no Museu Militar Conde de Linhares.


Fonte: uma paulixxxta no Rio

terça-feira, 6 de março de 2012

BUSTO DO MARECHAL MASCARENHAS EM NITERÓI

Interessante descobrir que existem monumentos da FEB relativamente novos.

Este fica no quarteirão ao lado do prédio da Prefeitura de Niterói. Instalado no final de 2009, em uma pequenina praça, foi idealizado pela Legião dos Veteranos de Guerra do Brasil - Secção Niterói.

Para não ocorrer o roubo dos óculos por vândalos, a exemplo de outras estátuas que vemos no Rio de Janeiro, sabiamente já o fizeram sem.

Há de se notar a Medalha de Campanha da FEB no busto.







Agradecemos ao nosso amigo Breno Zarranz por disponilizar as imagens.

Fonte: www.hmmb.com.br/forum