COMPRO MATERIAL DA FEB: JULIOZARY1997@GMAIL.COM

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

CITAÇÃO DE COMBATE - TENENTE JOSÉ GONÇALVES

“RECOMENDAÇÃO PARA CONDECORAÇÃO – 6° REGIMENTO DE INFANTARIA – 

É recomendado JOSÉ GONÇALVES, identificado sob o número 2G 62974, 1
° tenente R/2, do 6° Regimento de Infantaria, da Arma de Infantaria, natural de São Paulo, Capital, a ser recompensado com a Medalha de Combate de 1a Classe. II – No ataque nosso e contra-ataque alemão à região de Sommocolonia demonstrou ser dotado de bravura e coragem, aliados a forte moral, quando combateu com elementos inimigos de tropa “S.S.” a uma distância de 15 metros quando a todo custo, o inimigo pretendia ocupar as posições de seu pelotão. O tenente GONÇALVES só se retirou depois do esgotamento de todos os seus meios e quando para isso recebeu ordem. Na cota 702, na região do morro SOPRASSASSO, no golpe de mão efetuado àquela cota destacou-se pela bravura e audácia, ao receber uma forte concentração de fogos de morteiros e armas automáticas inimigas, apesar de seu pelotão ter tido inúmeras baixas entre mortos e feridos, o tenente GONÇALVES ainda tentou cumprir a sua missão por duas vezes, só se retraindo depois de verificar ser humanamente impossível continuar e depois de receber ordem de regressar. Na região de BOSCACCIO, pela coragem e bravura com que colocou em posição seu pelotão, num momento crítico para o batalhão, dando provas de sua excepcional bravura, o referido oficial não se intimidou perante a grave situação que aquela posição oferecia, incentivando sempre pelo seu exemplo todos os seus comandados. Na ofensiva da primavera, transpondo os terrenos mais variados possíveis, sempre à frente de seus homens, enfrentando a grande fadiga, bombardeios inimigos, revelou bravura, espírito de sacrifício, desprendimento e amor à responsabilidade.”

A História desse herói, e dos bravos de seu pelotão, é contada no livro Irmãos de Armas. lançado em 2005. Os autores são o próprio veterano e o historiador Cesar Campiani Maximiano.

Com a receita da obra destinada integralmente à Associação dos Ex-Combatentes do Brasil, 'Irmãos de Armas' é um relato fiel da trajetória de um dos muitos pelotões de infantaria que formaram a Força Expedicionária Brasileira na Campanha da Itália, entre 1944 e 1945. 

Reunindo diversos documentos raros do acervo pessoal do ex-tenente José Gonçalves, como seu diário de campanha, correspondência pessoal, jornais de trincheira, mapas, ordens de combate, dezenas de fotografias inéditas e entrevistas com integrantes do pelotão, o livro nos apresenta a história da FEB a partir do ponto de vista dos oficiais subalternos e praças, que enfrentaram a parte mais dura da guerra, em contato constante com o inimigo nas posições de front. 'Irmãos de Armas' é uma obra de grande valor histórico, pois mostra os fatos como ocorreram, com fidelidade, na visão de dois autores que se complementam, o ex-tenente José Gonçalves, comandante do pelotão de fuzileiros na campanha da FEB na Itália, um oficial competente, humano e preocupado com o seu pessoal, e o historiador César Campiani Maximiniano, preocupado com o lado documental e com a contribuição histórica da narrativa.



Para quem gosta da história da FEB, fica a dica, pois este é um dos melhores livros que há por ai sobre o tema, só superado pelo Barbudos, sujos e fatigados, já comentado aqui (na minha opinião).

Um comentário:

  1. Comecei a ler hoje, por indicação de uma amigo. Como Oficial R/2 posso dizer que a história vivida por esse herói, Tenente Gonçalves, é um relato maravilhoso sobre a formação da FEB e da bravura dos Oficiais R/2 bem com dos milhares sgt, cabos e soldados que representaram nosso país na II guerra mundial. À todos esses heróis anônimos meu muito obrigado.

    ResponderExcluir