COMPRO MATERIAL DA FEB: JULIOZARY1997@GMAIL.COM

terça-feira, 18 de setembro de 2012

CAPITÃO ALVARO ALVES DOS SANTOS - COMANDANTE DA SEÇÃO DE CONTRA-INTELIGÊNCIA DA FEB

De vez em quando descobrimos que alguns de nossos leitores são parentes diretos de febianos. Desta vez, quem mandou dados para a confecção deste artigo foi o Sr Carlos Eduardo dos Santos Queiroz, neto do Gen. Bda. Alvaro Alves dos Santos, falecido em 1974, que na guerra, (enquanto Cap. Inf.), foi comandante do CIC (Counter  Inteligence Corps ou Seção de Contra Informação de Campanha), ou seja, a contra espionagem da FEB.

O mesmo sugeriu a leitura, (e inclusão na bibliografia recomendada), do livro Caçando Espiões de Geraldo Batista de Araújo, uma narrativa sobre o dia a dia do CIC durante a campanha na Itália.
Há um artigo sobre esse assunto no link: http://segundaguerra.net/ultimo-segredo-da-feb-a-batalha-silenciosa-da-contra-espionagem/ , porém alguns termos usados não condizem, como, por exemplo, chamar os fabianos do CIC de SS. Até porque o pessoal da SS alemã não era espião.
 Primeiramente, uma foto de estúdio





Na segunda foto, o Cap Alvaro analisa uma carta topográfica do terreno, em frente ao Monte Castello, provavelmente analisando o dispositivo inimigo para os próximos ataques.


Clássica foto na neve dos Apeninos

Foto de Oficiais brasileiros e americanos, em oportunidade após a entrega da Ordem do Mérito Militar brasileiro aos Oficiais americanos.








Foto do Capitão Alvaro no QG do General Zenóbio da Costa.

Os dog tags
O diploma da Cruz de Combate, com interessante texto.
Diploma da Medalha de Campanha, provavelmente segunda via, tendo em vista a data.


Diploma da Medalha de Guerra do Brasil





Diploma não tão comum para um Oficial febiano, o da Medalha de Campanha no Atlântico Sul, da Força Aérea Brasileira





Diploma italiano da Medalha Croce ao Valor Militar. Esse é apenas o segundo diploma de febiano que vejo desta medalha.






Diploma, também raro, de curso realizado por alguns Oficiais brasileiros na Escola de Infantaria dos Estados Unidos, em 1943.



Sua Cruz de Combate de segunda classe, primeiro modelo.


Medalha de Campanha da FEB






Medalha de Guerra, primeiro modelo.


Medalha de Campanha no Atlântico Sul, da FAB






Patches do 5 Exército de Campanha, sendo um de fabricação americana e dois italianos.


Patch da FEB, modelo 1949.





Foto do militar, desta vez como General, portando algumas das medalhas aqui mostradas.




Foto do jantar de despedida do CIC, na Itália, em 1945. Note que há brasileiros e americanos.





Por fim, uma foto do livro que faz menção ao CIC, uma parte pouco explorada da história da FEB.



Vamos agora a alguns conceitos para entender melhor o trabalho do CIC:

- Contra-Inteligência é o conhecimento necessário para a proteção e preservação da força militar, incluindo a segurança contra espionagem e sabotagem.

- As medidas de segurança a serem adotadas podem ser tomadas com base no conhecimento de contra-inteligência, por meio da produção de conhecimento sobre planos, operações, capacidades, ações de sabotagem e organização para o combate.- Sabotagem é descrita como a destruição intencional de materiais que prejudiquem uma determinada força na guerra.- Como organização (Seção), a contrainteligência consiste de pessoal, juntamente com suas habilidades e métodos, organizados com base nos arquivos de dados, de forma a tornar contínuo o processo de produção de conhecimento, de forma a ser utilizado nas horas de necessidade. 

A ser continuado.....

Nenhum comentário:

Postar um comentário