COMPRO MATERIAL DA FEB: JULIOZARY1997@GMAIL.COM

sábado, 30 de abril de 2011

MÊS DE ABRIL - TOMADA DE MONTESE

Mesmo sendo o último dia do mês de abril, ainda há tempo para fazer meção à sangrenta Batalha de Montese, vitória atribuída ao 11o RI, de São João Del Rey - MG.

Apesar de terem passados alguns dias, segue um trailler do filme Lapa Azul, que apesar de não ser novidade, faz alusão a essa passagaem da FEB.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Programação do II Seminário de Estudos Sobre a Força Expedicionária Brasileira

A Comissão Organizadora do II Seminário de Estudos Sobre a Força Expedicionária Brasileira divulga a programação do evento:

Dia 2 de junho, quinta feira:

10:00 – 10:30 hrs. Credenciamento

10:30 – 10:45 hrs. Fala de abertura do evento a cargo da Presidência da Legião Paranaense do Expedicionário (LPE)

10:50 – 11:20 hrs. Conferência de Antonio Pedro Tota (PUC-SP) O Imperialismo Sedutor: a americanização do Brasil na Segunda Guerra Mundial

11:25 – 12:35 Primeira sessão de comunicações: Uso de fontes de imprensa e outras publicações para a História da FEB – Mediador: Alfredo Oscar Salun (UGABC)

Rodrigo de Morais Batista - Os heróis da Imprensa: a atuação dos pracinhas narradas nos jornais - UFPR

Aline Vanessa Locastre - A mobilização brasileira para a luta aliada por meio da Revista “Em guarda” (1941-1945) - UEL

Pauline Bitzer Rodrigues - Os correspondentes de guerra na construção memorialística da Força Expedicionária Brasileira - UEL

Rafael Piquina Botega - Análise das reflexões críticas nas publicações de veteranos e ex-combatentes sobre a FEB - UEL

12:40 – 13:10 Conferência de Alfredo Oscar Salun - Noticias sobre o Brasil na guerra e a criação da FEB (UGABC)

13:10 hrs – 14:40 hrs. intervalo para almoço

14:45 – 15:15 Conferência de Vagner Camilo Alves (UFF) - O Brasil e a Segunda Guerra Mundial: autonomia na dependência?

15:20 – 16:30 Segunda sessão de comunicações: Ex-combatentes: memória e organização no pós-guerra Mediador: Francisco Cesar Alvez Ferraz (UEL)

Márcio Aparecido Pinheiro Silva & Jorge Christian Fernández - Associação dos Ex-Combatentes FEB (Força Expedicionária Brasileira): Identidade e Memória - UFMS

Carlos Henrique Lopes Pimentel - A Associação de Ex-Combatentes do Brasil: O Conflito ideológico e a Esquerda Militar (1945-1950) - UEL

Renata Viana - Os ex-combatentes civis da Força Expedicionária Brasileira e a difícil retomada da vida anterior a guerra - UEL

Cristal Magalhães da Rocha - Estudo sobre os acervos dos pracinhas da Força Expedicionária Brasileira : documentação pessoal dos veteranos e sua difusão - Museu Mascarenhas de Morais (RS)

16:35 – 17:05 Conferência de Francisco Cesar Alvez Ferraz (UEL) Tão próximos, tão distantes: o pós-guerra dos ex-combatentes do Brasil e dos Estados Unidos


Dia 3 de junho, sexta feira:

10:00 – 10:45: mesa redonda com os ex-combatentes da Força Expedicionária Brasileira filiados a Legião Paranaense do Expedicionário (LPE)

10:50 – 11:20: Conferência de Dennison de Oliveira (UFPR) - A campanha da FEB no Vale do Rio Sercchio à luz da arqueologia

11:25 – 12:35: Terceira sessão de comunicações – A FEB em combate. Mediador: Cesar Campiani Maximiano (PUC-SP)

Julio Cezar Fidalgo Zary - Cruz de Combate: símbolo da bravura do Brasil - EB

Luciano Meron - Saco vazio não para em pé: a alimentação e os hábitos alimentares na FEB - UFBA

Adriane Piovezan - Ritos de morte: o Pelotão de Sepultamento da FEB (1944-1945) - UFPR

Cláudio Skora Rosty - Itinerário dos libertadores do povo italiano (Roteiro da FEB na campanha da Itália) - EB

12:40 - 13:10 hrs. Conferência de Cesar Campiani Maximiano (PUC-SP) A literatura de guerra brasileira e os combates por Monte Castello

13:10 hrs – 14:40 hrs. intervalo para almoço

14:45 – 15:20 hrs. Quarta sessão de comunicações: O Paraná e a Segunda Guerra Mundial – Mediador: Dennison de Oliveira (UFPR)

Solange de Lima - “Perigo Alemão”: a comunidade teuta e a DOPS em Curitiba - UFPR

Maico José Moura - Histórias de Pracinhas: A memória da FEB através dos relatos de ex-combatentes paranaenses - UEL

15:25 – 16:25 – Exibição do do documentário O "Lapa Azul" - Os homens do III Batalhão do 11o. RI na II Guerra Mundial (2007)

16:25 – 17:30 – Conferência de Durval Júnior - Os Documentários da FEB. Debate com o cineasta.

17:30 – 18:00 hrs. Encerramento

Fonte: http://iisesfeb.blogspot.com/

Conferencistas confirmados para o II SESFEB

A Comissão Científica do evento informa que estão confirmadas as participações dos seguintes conferencistas no II SESFEB:

Alfredo Salun - Noticias sobre o Brasil na guerra e a criação da FEB

Antonio Pedro Tota - O Imperialismo Sedutor: a americanização do Brasil na Segunda Guerra Mundial

Cesar Campiani Maximiano - A literatura de guerra brasileira e os combates por Monte Castello

Dennison de Oliveira - A campanha da FEB no Vale do Rio Sercchio à luz da arqueologia

Durval Júnior - O "Lapa Azul" - Reconstruindo a memória do soldado brasileiro na II Guerra Mundial

Francisco Ferraz - Tão próximos, tão distantes: o pós-guerra dos ex-combatentes do Brasil e dos Estados Unidos

Vagner Camilo Alves - O Brasil e a Segunda Guerra Mundial: autonomia na dependência?

Fonte: http://iisesfeb.blogspot.com/

terça-feira, 26 de abril de 2011

II SEMINÁRIO DE ESTUDOS DA FEB - PROPOSTAS APROVADAS

Meus amigos, segue a relação das propostas de estudo aprovadas e que serão apresentadas em Curitiba em junho:

1. Adriane Piovezan - Ritos de morte: o Pelotão de Sepultamento da FEB (1944-1945)
2. Aline Vanessa Locastre - A mobilização brasileira para a luta aliada por meio da Revista “Em guarda” (1941-1945)
3. Carlos Henrique Lopes Pimentel - A Associação de Ex-Combatentes do Brasil: O Conflito ideológico e a Esquerda Militar (1945-1950)
4. Cláudio Skora Rosty - Itinerário dos libertadores do povo italiano (Roteiro da FEB na campanha da Itália)
5. Cristal Magalhães da Rocha - Estudo sobre os acervos dos pracinhas da Força Expedicionária Brasileira: documentação pessoal dos veteranos e sua difusão
6. Julio Cezar Fidalgo Zary - Cruz de Combate: símbolo da bravura do Brasil
7. Luciano Meron - Saco vazio não para em pé: a alimentação e os hábitos alimentares na FEB
8. Maico José Moura - Histórias de Pracinhas: A memória da FEB através dos relatos de ex-combatentes paranaenses
9. Márcio Aparecido Pinheiro Silva & Jorge Christian Fernández - Associação dos Ex-Combatentes da FEB (Força Expedicionária Brasileira): Identidade e Memória
10. Pauline Bitzer Rodrigues - Os correspondentes de guerra na construção memorialística da Força Expedicionária Brasileira
11. Rafael Piquina Botega - Análise das reflexões críticas nas publicações de veteranos e ex-combatentes sobre a FEB
12. Renata Viana - Os ex-combatentes civis da Força Expedicionária Brasileira e a difícil retomada da vida anterior a guerra
13. Rodrigo de Morais Batista - Os heróis da Imprensa: a atuação dos pracinhas narradas nos jornais
14. Solange de Lima - “Perigo Alemão”: a comunidade teuta e a DOPS em Curitiba

Fonte: http://iisesfeb.blogspot.com/

AUTOR DO BLOG PARTICIPARÁ DO II SEMINÁRIO DE ESTUDOS SOBRE A FEB

É com grande satisfação que comunicamos a nossa participação no II Seminário de Estudos sobre a FEB. Recebemos a carta de aceite sobre o trabalho enviado para a Comissão Organizadora.

O trabalho a ser apresentado entitula-se: Cruz de Combate - Símbolo de Bravura a serviço do Brasil.

Para ilustrar o referido trabalho, segue uma imagem correlata.

domingo, 24 de abril de 2011

2°. Encontro FEBiano - TESTEMUNHO DO HOLOCAUSTO - quinta 28 abr, as 17h



O presidente da ANVFEB, Tenente Dalvaro José de Oliveira, tem a honra
de convidar V.Exa. / V.Sa. para o 2°. Encontro FEBiano, com a palestra:

Testemunho do Holocausto
quinta-feira, 28 de abril, no auditório do Centro Cultural Casa da FEB
Rua das Marrecas 35 - 3°. andar - Lapa - RIO
Palestrante: Sr Aleksander Laks, Sobrevivente da 2ª Guerra Mundial

PROGRAMA:
16:00 h - Visita Guiada ao Museu
17:00 h - Palestra
17:45 h - Debates
18:15 h - Salão Nobre - 2°. andar.
Coquetel de Confraternização
Mini-Expo Memoria da Intolerancia

Mesa de livros, escudos, adesivos, peças para colecionadores.

Captação de doações para o Museu - documentos, peças originais da Campanha
da Itália e outras - preenchimento de propostas para novos Sócios Colaboradores
doações monetárias - cadastramento de voluntários.

Aleksander Laks
Uma Vida de Resistencia e Luta contra Racismo, Intolerância e Preconceito

Natural de Lodz na Polônia, Laks foi prisioneiro do Gueto durante quase
toda a II Guerra Mundial, executando trabalho escravo infantil. Em
agosto de 1944 com 17 anos foi deportado para o Campo de Extermínio de
Auschwitz, tendo sobrevivido milagrosamente até 27 de janeiro de 1945,
data em que o Campo foi libertado. Esta data foi designada pela ONU como
o Dia Mundial da Lembrança do Holocausto.

Imigrando para o Brasil após a guerra, naturalizou-se, aqui criando filhos e netos
e tornando-se Presidente da Associação Brasileira dos Sobreviventes do Holocausto
- Seção Rio de Janeiro,

Aos 82 anos, dedica-se a ministrar palestras em escolas, universidades e
instituições. Autor do livro "O Sobrevivente - Memórias de um Brasileiro que
Escapou de Auschwitz" editado pela Record em 2000, com várias re-edições
e prefaciado pelo Pe. Jesus Hortal Sanches, SJ, Reitor da PUC-RIO. O Sr Laks
costuma autografar o livro com a mensagem "Que o meu passado não seja
o futuro de ninguém".

Especialmente nos dias que correm, quando lamentavelmente retornam as
mesmas ameaças de fanatismo e intolerância, é fundamental manter viva a
memória do Holocausto. A pretexto de uma pseudoteoria racista que
discriminava minorias, pretendendo-as inferiores, foram exterminados
ignominiosamente milhões de seres humanos inocentes, entre judeus,
ciganos, deficientes físicos, homossexuais, doentes mentais, dissidentes
políticos.

A palestra enfatiza valores humanísticos e morais, mostrando a importância
da defesa dos direitos humanos, negação do preconceito, racismo e
intolerância, temas fundamentais para entidades vocacionadas para servir a
Sociedade, como é o caso das Forças Armadas em geral e da FEB em particular,
que lutou na Itália contra a ameaça nazista, revidando a agressão sofrida pelo
Brasil em 1942.

A palestra é uma mensagem de alerta e esperança em tempos melhores.

Sensibilizar a sociedade e seus formadores de opinião é imprescindivel
para que os tragicos acontecimentos vivenciados pelo Sr Laks jamais possam
se repetir.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

MINIATURA DO M8 GREYHOUND FEB

Apresentamos mais uma miniatura de Viaturas da FEB.

Desta vez é a Viatura Blindada de Reconhecimento M - 8 Greyhound, utilizada pelo Esquadrão de Reconhecimento da FEB (pessoal de Cavalaria).

Segue a descrição do modelo, em inglês.

Hobby Master 1:72 Ground Power Series HG3808
M8 Greyhound Diecast Model
Brazilian Army 1st Expeditionary Force, "Viva Brasil", Italy, 1944

1:72 Scale Length Width
M8 Greyhound 2.75" 1.25"

The Brazilian Expeditionary Force (BEF) began arriving in Italy in late July 1944 and on into February 1945. During the eight months of the Italian Campaign the Brazilians were the only South American country represented in WW II. They fought in many of the bloodiest and hard fought battles of the campaign and distinguished themselves several times. During their stay they managed to capture 20,573 Axis prisoners while sustaining a loss of 948 of their own. The first missions assigned the earliest BEF members was reconnaissance operations that lasted until the end of August 1944. To accomplish their task the 1st Division received 13 M-8 Greyhounds.

M8 Greyhound
Designed to fill a need for a fast tank destroyer to replace the M6 37mm Gun Motor Carriage, the M8 Greyhound entered production in March 1943. Used by US and British troops, the M8 had a 37mm M6 gun and a Browning machine gun mounted in an open-topped turret. It was fast and reliable but had poor off-road performance, which meant it was severely limited in muddy and snowy conditions such as those in Northern Europe. When facing German armored vehicles the M8 was formidable but vulnerable—its guns could easily penetrate German armor, but its own thin armor wasn't enough to stop German 20mm autocannons.

© Copyright 2003-2011 The Flying Mule, Inc.

Hobby Master 1:72 Ground Power Series

The Hobby Master "1:72 Ground Power Series" presents detailed, ready-made diecast models of military vehicles.

Hobby Master "1:72 Ground Power Series" diecast vehicles feature:

* Diecast metal and plastic construction.
* Rotating turret, elevating cannon and accurate hull.
* Painted, fitted, non-moving tracks on detailed non-rotating wheels.
* Realistic panel lines, antennas, access panels and surface details.
* Pad printed markings and placards that won't fade or peel like decals.
* Clear acrylic display case to protect model.



Preço sugerido: US$ 22,00

Maiores informações em: http://www.flyingmule.com/products/HM-HG3808

Obs.: este M8 é o que se encontra nas fotos da tomada de Montese, rodeado de inúmeros civis.

Especificações do veículo

M8 Greyhound:

Tripulação: 4
Peso: 7,8 toneladas
Dimensões: comprimento: 5m; altura: 2,25; largura: 2,54;
Blindagem: até 19mm
Motor: Hercules JXD 6 cilindros desenvolvendo 110hp
Desempenho: velocidade máxima: 90km/h; alcance: 563km
Armamento: uma arma de 37mm, uma metralhadora .30 e outra .50

Fonte: http://www.portalfeb.com.br/equipamentos/veiculos-feb/

Aqui está a foto do M8 que foi homenageado no brinquedo. Em algumas fotos desta sequencia, dá para visualizar o VIVA BRASIL.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

MINIATURA DE VIATURA WC 63 FEB

Interessante ver que os estrangeiros estão descobrindo a FEB. Primeiramente, com o livro da Osprey sendo lançado, aguçando os colecionadores de militaria, patches, modelos em escala, etc...em seguida, os fabricantes de modelos em escala reduzida, tal qual o mostrado aqui.

Mostramos o modelo da Viatura de Transporte de Tropa WC 63, com a pintura original da FEB. Veículo com detalhamento incrível.







Para saber mais, acesse: http://www.rochmmodel.com/

Aqui está uma foto de desfile motorizado da FEB, utilizando o Dodge WC 63.