COMPRO MATERIAL DA FEB: JULIOZARY1997@GMAIL.COM

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

A QUESTÃO DOS BIGODES NA FEB

Os trechos a seguir foram tirados do livro Depoimento de Oficiais da Reserva da FEB, página 87.

"Parece incrível ter existido, diante do problema da guerra e da possibilidade de perdas de vida, um "problema de bigodes....""

"No entanto, dada a mentalidade de alguns Oficiais Superiores, situações delicadas se criaram, trazendo cada vez mais baixo o estado de ânimo da tropa.

A respeito dos bigodes, pode-se dizer o seguinte: sabida a atração que o brasileiro atual tem pelo bigode, melhor seria não ligar maior atenção a isso, do que tentar aboli-lo; no entanto, certo General, segundo parece, sabedor de não ter o americano, por ele, bigode, igual simpatia, tentou fazer com que todos os elementos da FEB abandonassem o seu uso; todavia, ao invés de convencer, ordenou; e foi então que a oposição se revelou em toda a sua intensidade; não havendo regulamento em proibir o seu uso, tornou-se possível desobedecer sem ser punido; fazia-se o jogo do povo que, por temperamento, não gosta de ser obrigado. Foi esse, talvez, um dos primeiros importantes germens de rebeldia. que, logicamente, em certas ocasióes iria se agravar; chegou-se a tal ponto que, por fim, até memso um Coronel Comandante de Regimento, conceituado entre os seus pares e de há muito usando bigode, se negou a raspá-lo, apesar de toda a pressão superior; ficaram os menos graduados a torcer por ele, desejando não se curvasse; poré, quando apenas embarcada a tropa, apareceu o Coronel sem bigode, foi um desapontamento geral; foi, como se dizia, uma verdadeira desilusão e, como revide, mais aumentou a resistência dos pequenos, pois alguns sem bigode...passaram a tê-lo"

Como exemplo daqueles que continuaram a usar o mesmo, temos um Oficial



e um Sargento, o nosso Sargento Lair, ao qual já dedicamos um artigo exclusivo

2 comentários:

  1. mais uma vez me supreendo com a historias da nossa FEB. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. JÚLIO,
    como um bom páraquedista, tb sou adepto da não utilização dos bigodes, que na verdade tem uma inspiração nos americanos certamente, desde à época que o então Gen De Pessôa esteve lá em outubro de 1944.
    Seria um ótimo tema de dissertação ;)
    *o Gen De Pessôa, pioneiro da atividade paraquedista militar no BRASIL, faleceu no último dia 17 de setembro

    Abração

    ResponderExcluir